Comportamento: mudanças bruscas

Mudanças
Houve mudanças significativas na sua vida, ultimamente? Os cães podem ser bastante sensíveis às mudanças no ambiente que os rodeia, quer seja a mudança para uma casa nova, a chegada de um recém-nascido, um novo cônjuge ou outro animal de estimação.

Sinais
O cão revela o stresse que sente de várias formas. Um cão que é habitualmente dócil pode passar a ser irritável, começando a rosnar ou até querer morder o próprio dono. Os “acidentes” (como, por exemplo, sujar a casa) e outros comportamentos destrutivos começam a ocorrer com frequência. Alguns cães até ficam doentes – vómitos, reações cutâneas, diarreia e perda de apetite, são todos sinais vulgares de stresse nos canídeos.

Sem motivos aparentes
Se as coisas têm permanecido inalteradas mas o seu cão continua com um comportamento que não é próprio dele, leve-o, de imediato, ao veterinário. Pode estar com dores físicas ou com um problema de saúde que precisa de ser visto.

Ajudar o seu cão a lidar com a situação
Quando souber que está prestes a haver uma grande alteração na sua vida, poderá começar a preparar o seu cão para os novos acontecimentos. O mais importante é tentar manter a sua rotina o mais normal possível. Se costuma levar o cão a passear a uma determinada hora todos os dias, ou se as refeições forem em horários fixos, mantenha essa programação, tanto quanto possível.

Mudança: para apresentar o seu cão a um bebé, comece por pôr-lhe a trela, pois nunca se sabe qual é a reação de um e de outro. Se o seu cão reagir favoravelmente, deve elogiá-lo por ser um lindo cãozinho. O amor e a atenção são ótimos para prevenir os ciúmes.

Dica: um cão nunca deve ficar sozinho com um bebé (ou mesmo com uma criança pequena).

Mudança: se for para uma nova casa, rodeie o cão com objetos com os quais ele esteja familiarizado. Deixe que ele use o seu caixote como lugar onde possa esconder-se, para que não se sinta confuso com toda a agitação. Dê-lhe o cobertor ou brinquedo preferido dele, que tem um cheiro que lhe é familiar. Faça o que puder para proteger o cão do caos da mudança.

Dica: após a conclusão da mudança, volte à rotina de que tinham na casa antiga.

Se cumprir com as rotinas habituais e se mostrar ao seu cão que ele continua a ser uma parte importante da sua vida, isso vai reduzir quaisquer situações de maior stresse que ele possa encontrar mais tarde. E, tal como com qualquer situação que possa ameaçar a saúde e o bem-estar do seu cão, consulte sempre o seu veterinário.